ANTERIOR

Talk Show sobre cozinha asiática

PRÓXIMA

Encontro de Beleza

17 de abr de 2017 |

às 14:13

Debate do Senac dá voz à cultura de raiz baiana

No dia 12 de abril, o Senac Bahia realizou a segunda edição do projeto Diálogos Gastronômicos, na Casa do Comércio. O evento gratuito, que contou com a presença de 300 pessoas, trouxe o tema “Bahia além do Recôncavo”, reforçando a importância das raízes locais e enaltecendo produtos regionais. Os responsáveis por orquestrar o encontro foram os chefs Elmo Alves, do Senac, e Alicio Charoth.

Presente desde a primeira edição, o chef Elmo Alves conta que a Bahia vive um momento muito importante na gastronomia, pautado em um trabalho árduo para seu reconhecimento profissional.  “Esse evento do Senac é indispensável para que possamos treinar nossos diálogos. É esse movimento que nos faz abandonar o discurso de hierarquização ao comparar uma culinária e outra”, comentou o chef, destacando que é preciso saber falar dos saberes, da cultura e de todos aspectos que a cozinha baiana tem para ofertar para o Brasil e o mundo.

Segundo o chef convidado Alicio Charoth, a cozinha baiana precisa ir além do objeto de cultura e passar a ser valor para a sociedade. “É preciso encontrar possibilidade de fortalecer a comida baiana enquanto potencialidade econômica. Estamos aqui debatendo esse assunto para compreender que, ao invés de ficar olhando a cozinha do outro,  é necessário que nos debrucemos um pouco mais sobre o que é a cozinha da nossa terra”, enfatizou Alicio.

Outro ponto comentado pelo chef foi o protagonismo da figura feminina pouco reconhecido no processo da construção da culinária regional: “as mulheres têm uma importância enorme nessa cozinha poderosa, que passou de geração em geração até os dias de hoje, no entanto não vemos o devido reconhecimento. É nosso dever nos aprofundar nesses assuntos e isso só será feito com estudo e leitura”.

Ao falar do resgate da raiz o chef Elmo lembrou do antigo comportamento de ir a feira, ter contato com os ingredientes. “A gente precisa restabelecer essa relação de reconhecimento dos nossos produtos. Como mainha fazia ao ir à feira, escolher o peixe, as verduras e frutas. Hoje nós só compramos as coisas nos mercados, com embalagem a vácuo e isso faz com que a essência de contato com a terra se perca”, alertou ele.

Pela segunda vez na série de Diálogos Gastronômicos, a baiana de acarajé Jussara Santana contou que o resgate da cultura baiana de raiz é de suma importância para seu ofício. Ela, que fez o curso de cozinha pelo Senac-BA há seis meses, agora trabalha com eventos e se diz muito feliz com a representatividade dentro da conversa entre os chefs.  “Como cozinheira eu me sinto muito valorizada quando a culinária regional é exaltada como aqui nesse espaço que o Senac criou, com certeza levarei muitos conhecimentos daqui”, concluiu Jussara.

Talk Show - O próximo evento promovido pelo Senac será o Talk Show com o tema Cozinha Asiática, no dia 20 de maio, das 9h às 17h, na Casa do Comércio,  com os chefs Raimundo Nonato e Jean Spiess. As vagas são limitadas e o valor para participar é de R$ 75,00, incluindo buffet de almoço. Mais informações pelo e-mail senac@ba.senac.br ou telefone (71) 3186-4000.